quarta-feira, 2 de maio de 2007

Guajajara não aceitam fim das unidades gestoras

Parece que os Guajajara de Barra do Corda, onde há dois Núcleos de Apoio que concorrem entre si, são os primeiros índios a protestarem contra o fim das unidades gestoras nesses núcleos. Os Núcleos foram criados há alguns anos como forma de aproximar os recursos da Funai com os velhos postos indígenas, grande parte deles já sem necessidade de existirem. De fato, alguns foram extintos exatamente para que esses núcleos fossem criados. O problema é que os núcleos são um nome fantasia, não existem no organograma do órgão. O que existe é a possibilidade de se criar unidades gestoras, que poderiam ser feitas em postos indígenas. Porém, dá muito trabalho fazer a contabilidade dessas unidades e, ao final, a prestação de contas dos recursos enviados termina sendo muito precário. A CGU sugeriu no mês de março que diversas unidades gestoras fossem extintas, não necessarimente todas. Mas a determinação da DAD foi de extinguir todas. Eis aí a primeira reação. A notícia vinda do Maranhão traz alguns erros, mas dá para entender. A ameaça dos Guajajara de fechar estradas é recorrente e certamente não cabe nesses novos tempos.

Guajajaras devem protestar contra mudança na administração da Funai

SÃO LUÍS - A Funai extinguiu as unidades gestoras referentes aos núcleos de apoio local da fundação nas aldeias de todo o país. Com isso, os recursos do Governo Federal, destinados aos pólos indígenas, passam a ser geridos pela própria Funai, em Brasília.

No Maranhão, a decisão está sendo questionada pelos Guajajaras. Ontem (30), os índios deveriam ter se reunido com o presidente da Funai, o que não aconteceu.

Segundo os Guajajaras, as aldeias da região de Jenipapo dos Vieiras e Barra do Corda estão sem assistência da fundação desde o anúncio da mudança na gestão dos recursos.

Para discutir o assunto, os índios resolveram remarcar a reunião para o próximo dia oito.

Caso não sejam ouvidos, os Guajajaras ameaçam interditar a BR-226 e cortar as linhas de transmissão de energia da Eletronorte, que ligam Tucurui à Presidente Dutra.

2 comentários:

Anônimo disse...

Sr� como fica a quest�o dos postos indigenas da regiao? onde tambem foram extintos, pode ser feitas reiinvindicacoes dos indigenas para que possam ser ativados novamentes?

Mércio Gomes disse...

Prezado anônimo: Já se passou um ano e os Guajajara se acostumaram sem os seus núcleos, apesar de terem feito diversos protestos, inclusive fechando a estrada que passa pela T.I. Guajajara-Canabrava. Quanto aos postos indígenas, acho que continuam. Há tempos não ouvimos nada dos Guajajara daquela região. Talvez estejam esperando algo ou tenham conseguido ajeitar suas vidas. Mércio

 
Share