quarta-feira, 18 de junho de 2008

Jacir José de Souza vai a Europa

O grande líder dos índios Makuxi da Terra Indígena Raposa Serra do Sol, Jacir José de Souza, acompanhado da jovem professora wapixana, Pierângela Cunha, estão em périplo europeu.

Diversos jornais nacionais repercutiram essa notícia. Alguns falam apenas de dois índios, um homem e uma mulher. Acontece que esse índio é Jacir, e só isso basta para prestarmos atenção.

Jacir é a grande figura de liderança entre os índios de Raposa Serra do Sol. É dele que vem a força e a determinação pela demarcação e homologação daquela terra indígena. Ele é quem tem a palavra mais ponderada entre os demais líderes indígenas do Conselho Indígena de Roraima (CIR). Portanto, sua viagem significa o comprometimento de toda a alma makuxi em apresentar-se ao mundo.

Essa viagem está sendo organizada por Ongs nacionais e estrangeiras, além do CIMI. Fala-se em encontros com diversas autoridades de países europeus e até com o papa Bento XVI. Seu motivo mais evidente é angariar apoio para pressionar o governo brasileiro a manter a homologação daquela terra indígena como foi feita pelo presidente Lula. Acontece que o governo está empenhado nisso, conforme falam seus ministros da Justiça, da Defesa, do Meio Ambiente, e o próprio presidente.

Por outro lado, os adversários dos índios vão usar essa viagem como mais um pretexto para mostrar a influência de Ongs sobre a homologação da Terra Indígena Raposa Serra do Sol. E vão tentar impressionar o ministro do STF, Ayres Britto, sobre o perigo da soberania nacional. Afinal, é aí que a coisa vai pegar. Portanto, o risco desta viagem se tornar negativo para a causa indígena da região é razoável. Será que este risco está sendo bem calculado?

_________________________________

Líderes indígenas da Raposa Serra do Sol realizam campanha na Europa

Portal Amazônia

BOA VISTA - Com o objetivo de divulgar a campanha “Anna Pata, Anna Yan” (Nossa Terra, Nossa Mãe, em língua macuxi), os líderes indígenas Jacir José de Souza (ex-coordenador do Conselho Indígena de Roraima), e Pierlangela Cunha (atual coordenadora da Organização dos Professores Indígenas de Roraima) desembarcam amanhã em Madri (Espanha) para uma série de reuniões, na Europa, com organismos governamentais e não-governamentais do continente europeu onde debaterão a situação da terra indígena Raposa do Sol.

De acordo com as lideranças indígenas espera-se “sensibilizar entidades e organizações significativas européias para que manifestem apoio aos povos indígenas da Raposa Serra do Sol e expressem preocupação às autoridades brasileiras para que mantenham o decreto de homologação, assinado pelo Presidente Lula, em abril de 2005.

Os líderes indígenas visitarão Espanha, Inglaterra, Bélgica, França, Itália e Portugal para contato com organizações como a Caritas, Manos Unidas, Entreculturas, Survival, Amnistia Internacional, Green Peace, entre outras. A comitiva também predente visitar o Papa Bento XVI, mas esta agenda ainda não está confirmada.

Em Madri, onde desembacaram hoje, os indígenas foram recepcionados pela Embaixada Brasileira na Espanha e terão encontro com o vice-presidente daquele país. A visita ao continente europeu inicia nesta terça-feira (16) e encerra no dia 8 de julho de 2008.

Jacir José de Souza é macuxi e Pierlangela Nascimento da Cunha é índia wapichana.

2 comentários:

MARISCO disse...

Tomei a liberdade de reproduzir em meu blog sua postagem sobre a busca de apoio internacional, para a confirmação da demarcação de Raposa Serra do Sol.
A intenção da reprodução foi criar um contra-ponto à posição do jornal Estadão, que refere-se a essa atitude dos índios como "uma montagem de lobby Internacional, auxiliado por ONGs estrangeiras".

Mércio Gomes disse...

Ok, Marisco, fique à vontade, Mércio

 
Share