segunda-feira, 26 de maio de 2008

Engenheiro da Eletrobrás não culpa índios Kayapó por ataque ritual

O engenheiro Paulo Fernando Rezende que sofreu um corte no braço durante o ataque ritual que um grupo de Kayapó-Gorotire, deu uma entrevista ao Fantástico, ontem à noite.

Rezende disse que os índios não são "culpados diretamente" pelo ocorrido, mas não botou culpa em ninguém mais. Acha que a Justiça vai determinar a quem processar.

Rezende demonstrou tranquilidade e dignidade na entrevista. Descreveu o acontecido como se fora um acidente de trabalho. Acha que, por meio da informação bem detalhada e sopesada entre contras e prós, as pessoas da região de Altamira e que vivem e dependem do rio Xingu vão entender os propósitos elevados da UHE Belo Monte. Há impactos, como em todo empreendimento hidrelétrico, mas haverá compensações.

Acho que a situação necessita uma discussão muito profunda, com participação de toda a sociedade brasileira. O impasse alcançado sobre essa usina, aumentado pela incidente dramático que se viu semana passada, só será resolvido com uma discussão nacional, com a presença do Congresso, com a participação dos povos indígenas concernentes, porém sem a intermediação do CIMI, do ISA e demais Ongs que se propuseram a destruir o projeto há mais de 20 anos. E ainda do Ministério Público Federal que faz campanha ostensiva contra.

Veja o vídeo apresentado no Fantástico, no site G1.

4 comentários:

Raquel Uchôa disse...

Realmente é um fato a ser decidido por toda a sociedade.
Parece que o mundo se rebela, a natureza, e enfim, os índios.

Prezado Mércio,
estou elaborando um trabalho de conclusão de curso [monografia] voltada para a educação escolar indígena.
Dessa maneira e tendo lido algumas obras suas, sabendo de sua dedicação, gostaria de saber mediante seu olhar: como você vê as políticas na prática indigenista hoje? A escola nas aldeias são 'adequadas'?
Meu email para contato é rurkel@hotmail.com

Agradeço desde já a atenção.
Raquel Uchôa

Mércio Gomes disse...

Prezada Raquel, desculpe mas levaria muito tempo para eu escrever sobre o que penso sobre educação indígena. Considero essa educação muito ruim, porém as explicações acadêmicas são longas. No Blog você pode procurar comentários no marcador "educação", na penúltima coluna à esquerda. Abraço, Mércio

Anônimo disse...

Não dava para esperar outro comentário do senhor além da apologia a esse projeto. Lembro-me que quando o conheci estava na Eletronorte elaborando um trabalho para viabilizar Belo Monte...complicado não?

Anônimo disse...

No video do ataque estah claro que um grupo de homens cortou a vitima. Pode ser que o corte foi um acidente, que o ataque soh foi para dar um susto. Mesmo assim esses homens precisam responder pelo ato e espero que a Justica naum os deixem esconder atras da questao indigena.
Mercio, seu blog ta foda.
Abs, Gabz

 
Share