sexta-feira, 4 de junho de 2010

TV Globo mostra em video Policiais no Acampamento Indígena Revolucionário

Embora curta, a reportagem da TV Globo sobre a tentativa da Polícia Federal e Militar de retirar ou afastar os índios a 1 km de distância do local onde estão, supostamente para proteger os índios da CNPI que iam se reunir no Ministério da Justiça, demonstra algumas coisas interessantes e até surpreendentes.

1. O pedido de remoção do Acampamento Indígena Revolucionário foi feito pela Funai, Ministério da Justiça e AGU com vistas a proteger os índios da CNPI. Isto é surpreendente. Por que os índios da CNPI estariam com medo dos índios do AIR? Há algum sentimento de culpa nisso?

2. A juíza federal não acatou o pedido desses órgãos. Mas deu uma ordem de interdito proibitório, pelo qual os índios do AIR estariam interditados de ficar a menos de 1 km de distância do Ministério da Justiça.

3. A mesma juíza federal, na quarta-feira, revogou sua liminar ao considerar os argumentos dos advogados Ubiratan Maia e Karla Pinhel. Entre esses argumentos estava o de que uma menina guajajara tinha entrada em sua menarca, isto é, tinha menstruado e precisava passar pelos rituais sagrados dos Guajajara. Demonstrou assim um respeito que nem a atual direção da Funai tem dado.

4. Surpresa: quem levou o mandado de interdito proibitório foi uma procuradora da 6ª Câmara do Ministério Público Federal, Luciana Loureiro. O que a Dra. Luciana estaria fazendo como porta-voz de uma vara federal de Brasília?! Logo o Ministério Público, logo a 6ª Câmara, que inclusive faz parte de um consórcio de ONGs em defesa de interesses indígenas, que tem por obrigação seguir o Art. 232 da Constituição Federal, para entrar em juízo com comunidades indígenas a FAVOR DOS ÍNDIOS, não CONTRA!

5. Os índios que aparecem nos videos são poucos em relação à quantidade presente no Acampamento. Daí a notícia da TV Globo e do site G1.com dizer que só eram 70. Depois corrigiram para 300. Na verdade somam mais de 400!

____________________________

9 comentários:

Anônimo disse...

ATENÇÃO SENHORES INDIGENAS, FALTA DINHEIRO PARA ATENDER PROJETOS PLELIMINARAES NAS AREAS INDIGENAS, POIS SÃO UTILIZADOS PARA BANCAR AS DIARIAS DOS COORDENADORES REGIONAIS E TÉCNICOS , SERÁ QUE ESTE É O OBJETIVO DAS COORDENADORIAS CRIADAS PELO DECRETO 7056, EM BREVE VOCES RECEBERÃO A VISITA DOS SENHORES COORDENADORES EM SUAS RESPCTIVAS AREAS BOA SORTE MEUS CAROS INDIGENA

Anônimo disse...

Tem razão. o cimi está batendo em retirada no caso Belo Monte. Nem protesta mais porque Lula está dando um doce para eles. E as obras no rio são Francisco está a todo vapor, nem adiantou protesto do s índios do cimi. E as terras dos Guarani, cadê a demarcação? Os índios perdem e as ONGs caem fora...

Anônimo disse...

Pior do que esse presidente da funai só o coronel josé da Veiga e do Romero Jucá. Os três estão vendendo a dignidade dos índios ao governo.

Anônimo disse...

JOVACY NOSSO CACIQI DE ATINKUM
OS INDIOS DE PERNAMBUCO ESTA ORGULHOSO DE VOCE, NÃO SI DEIXE IR NA CONVERSA DE ARY E DA DORINHA DE PANCARA QUE ESTA A SERVIÇO DO MARQUINHO DE XUCURU QUE QUE DOMINA TODOS OS INDIOS MAIS QUE NÃO VAI CONSEGUI AGENTE SENT A FALTA DE VOCE MAS VOCE TA AJUDANDO AGENTE.

Anônimo disse...

Não sou contra a construção da usina de "BELO MONTE ',sou contra o decreto 7056, contra a atual gestão do Macio Meira, contra as coordenadorias técnicas que substituiram os postos indigenas, contra o que se prega aos inocentes indigenas com realizações de encontros os colocado em hoteis de 05 estrelas enquanto os índios do acampamento revolucionario indigenas estão sofredo todo o tipo de discriminação por parte do governo federal, contra a justiça federal que não se pronunciou ainda em favor deste indios que estão lutando pela sobrevivencia de todos os indios brasileiros, contra aos indios que ainda não acordaram e dão apoio por puro individualismo a esta gestão e finalmente ao nosso presidente Lula que esta tratando um movimento tão importante com o maior descaso de seu governo que pena presidente que Deus tenha piedade de sua inocencia.

Anônimo disse...

Prezado mercio, muito bom o comentario acima, realmente o Brasil precisar desenvolver , mas os indios precisam ser ouvidos foi o que faltou dialogo com as comunidades indigenas sobre a importancia da construção para beneficiar a todos que é a usina de Belo Monte, agora não precisava o presindente Lula ser tão grosseiro ao se reportar aos indios que a usina será construida de qualquer jeito, poxa ele é apenas um presidente que esta sendo bem sucedido e que posteriormente logo cai no esquecimento de todos e deverá ficar para a historia, pois tudo isto é passageiro, apena vaidade é o que vejo na fisionomia de nosso presidente que eu tenho grande admiração, o que os indios querem é apenas serem ouvidos e nada medida do possivel serem atendidos diante do estrago que foi feito com este decreto, que muito mal tem trazidos as comunidades indigenas. poxa presidente o Sr. ja parou para pensar quanto se gastas nestes encontros como falou o comentariasta anterior mas de R$ 400,000,00.isto é um abuso de gastos com dinheiro publico e que esta prejudicando os indigenas que passam nada mais de 05 diuas dormindo e passando bem nestes hoteis, e voltam a dormirem nos chão quando de regresso as cuas aldeias é isto que eu chamo de enganação aos humildes indios que em breve perceberão o que esta sendo feito aos seus irmão acampados nas esplanadas dos ministérios por favor sr. presidente mande dar um basta nisto escute os indios que ainda não tiveram a oportunidade de se expressarem com o seu governo, sei muito bem que o Marcio esta cumprindo ordens absurdas e muitas vezes pode até não concordar mas é cego pelo poder, Então presidente mande alguém falar com os representantes do acampamento e ceda um pouquinho destes estragos que foram feitos assim como muitos integrantes da CNPI estão sendo enganados , os indios do acampamento vão perdua-los e procurar entender melhor o que se passa na cabeça de voces contra as comunidades indigenas, pois na minha concpção misto é pura maldade, procure o dialogo sem repressão o senhor já passou por estes constragimento porisso tenho plena certeza que irá refletir melhor e ver o que os indios querem a construção de Belo Monte, com o sr. falou deve ser construida só é agora ouvir os indios.

Família disse...

Assistindo a um documentario observei o talento do então presidente JK em 1958 quando o Brasil estava prestes a disputar a copa do mundo, achei interessante como ele foi justo em sua posição, pois bem ele tinha prometido ao então prefeito da cidade mineira de Araxá que o selecionado brasileiro ficaria hospedado em sua cidade, posteriormente ele fez uma visita a cidade de Poços de Caldas também em Minas Gerais quando surpreendentimente o prefeitou pediu ao presidente que Poços de Caldas podesse hospedar os então jogadores de nosso selecionado então a resposta do JK foi a seguinte que o pedido já tinha sido feito pelo prefeito de Araxá, mas inteligentemente tomou uma decisão sábia, colocou a seleção brasileira para se hospedarem por um periodo em uma cidade e outro periodo em outra cidade atendendo assim aos dois prefeitos que ficaram bastantes satisfeito e a nossa seleção viajou para Suecia e foi a campeã de 1958, É isto que poderia acontecer com o nosso presidente no caso dos indios que estão acampados nas esplanadas dos ministerios , falta dialogo entre as partes, só o presidente Lula não ver isto observe que ele foi ao Oriente médio e tentou um acordo não deu certo mais o primeiro passo foi dele e se não deu certo no momento poderá dar com o tempo mas ele tentou, é o que esta faltando aqui ele pode e tem poderes para resolver o impasse entre os indios e os gestores da Funai mas nada foi feito até agora é só seguir o exemplo do ex presidente Jucelino Kubstheque que tudo dará certo não é tão dificil a negociação com os indios presidente Lula é só querer o senhor tem tudo nas mãos tente e verá o resultado tenho certeza que será pósitivo.

Anônimo disse...

Atenção assistam pelo "YOUTUBE ' Acampamento Revolucionario Indigena é importante para divulgação dos acontecimentos

waldia disse...

Adorei o comentário denominado família, lembrou bem o JK. Porém gostaria de ir mais longe, o Lula quando trabalhava em uma siderúrgica em São Paulo, como líder sindical, quantas greves ele participou objetivando ser ouvido pelos patrões? Quantas passeatas, paralisações e etc. ele acompanhou e participou efetivamente. Como pode um ser quer participou de tantas movimentações no intuito de ser ouvido, hoje vira as costas e faz ouvido de mercador com relação a uma classe também oprimida. Os índios hoje estão fazendo o que ele tanto fez no passado. Será que ele se esqueceu disso? O PT não é o Partido do Trabalhador? OU os índios também não é uma classe trabalhadora? Até onde se conhece todos são agricultores, pescadores, artesões e assim por diante. Todos nós sobrevivemos do que vem do plantio dessa terra o qual esses indígenas trabalham dia e noite, de sol a sol. De inverno a verão. Só porque estão em um movimento pacífico em frente ao Ministério, hoje eles são baderneiros? Agitadores? Vagabundos? Não tem caráter? Pior são bandidos? Poderíamos nos incluir nesse patamar, pois quantas vezes participamos de movimento, paralisação e manifestos no chamado greve por salários, por melhoria de trabalhos e assim por diante? Somos melhores do que os índios? Lembram as caras pintadas, na época de Fernando Collor de Mello? Não foi um manifesto para saída do Presidente da República? Qual a diferença do movimento? Os índios brigam por aquilo em que acreditam e pela saída também de um Presidente, porém desta feita do um simples órgão para nós população, para ele é a casa, onde os mesmos têm como referencial de sua proteção. Proteção essa negada em todos os sentidos, no ser ouvido, no ser lembrado como ser humanos, nos seus direitos, no estatuto, na sua proteção, no seu habitat e em tantos outros que chega a ser absurdo que no século em que vivemos, retroagimos no tempo de ditadura. Na forma arcaica de não consultar e do não participar. Que transparência é essa? Que avanço é esse? Que tipo de participação onde o mesmo só é consultado depois da coisa pronta e publicado? Gente o Regime Militar achei que havia passado. Porém, após tantos meses e tudo continua no mesmo, apesar de vários protestos de parlamentares, servidores, instituições, organizações nacionais e internacionais e principalmente dos próprios indígenas. Ninguém em sã consciência pode ser ao auto-suficiente e autoritário ao ponto de se achar o DEUS, isso é prepotência, burrice e abuso de poder. Em tudo na vida existe sempre o meio termo. Dizem que, quando um não quer dois não briga. Será que LULA nunca ouviu esse ditado. Será eu na época de hoje não se pode dialogar? Será que não tem uma pessoa séria e de confiança dos indígenas que possa levar a voz dos mesmos até LULA? OU todos estão em cima do muro para ver de que lado o muro cai? Que Deus proteja os índios do Brasil, e façam com que eles consigam vencer sem derramar sangue, sem acidentes de qualquer sorte, sem conflitos étnicos. Que seja uma luta limpa e grandiosa. Que a persistência dos mesmos conquiste resultados positivos e que seja a contento de todos os índios brasileiros. Que o Deus tupã esteja protegendo A LUTA DOS ÍNDIOS DO ACAMPAMENTO REVOLUCIONÁRIO. BOA SORTE e SUCESSO – É O ÚNICO RESULTADO QUE SE PODE ESPERAR DE UMA TÃO ÁRDUA LUTA. FORÇA

 
Share