terça-feira, 22 de fevereiro de 2011

Índios Kayapó pedem saída do atual presidente da FUNAI

Os Kayapó não estão lutando só pelo cancelamento da UHE Belo Monte. Querem sim que não acontece Belo Monte e ainda lutam por isso.

Mas também os Kayapó sabem que o quê está por trás disso tudo é um mal estar terrível na FUNAI, com a qual nunca antes na história do indigenismo sofreram uma relação tão ruim e perversa.

Os Kayapó lançam um manifesto para todas as lideranças indígenas brasileiras e convocam também as ONGs indígenas para pedir a saída do atual presidente da FUNAI.

É uma carta séria, pensada com ponderação, amadurecida sobretudo depois que os Kayapó, liderados por Raoni e Megaron, estiveram em Brasília e viram o que está acontecendo no meio indigenista.

Algo está se mexendo no reino do indigenismo -- e não é um terremoto qualquer.

__________________________________



21 comentários:

Anônimo disse...

Kayapó estão revoltados. E os Xavante? Será que estão comendo cesta básica? Veja no DO de hoje

FUNAI_COORDENAÇÃO REGIONAL DE BARRA DO GARÇAS - EXTRATO DE CONTRATO Nº 26/2011 - Contratante: FUNDACAO NACIONAL DO INDIO - Contratado: SUPERMERCADO DOURADO LTDA EPP. -Objeto: Contratação de empresa para o fornecimento de 7468 cestas de gêneros alimentícios, devendo ser entregues trimestralmente a quantidade de 1867, cestas de alimentos conforme especificado no Edital do Pregão nº. 020/2010. Vigência: 02/02/2011 a 01/02/2012. Valor Total: R$363.900,00. Data de Assinatura: 02/02/2011. (p. 65/66)

Algumas perguntas a serem feitas ao Governo Brasileiro. Como explicar que a agencia oficial do governo de proteção ao indios implemente a aquisição de cestas básicas para comunidades indígenas com terras demarcadas? onde e quem falhou: os indios ou a funai?

Anônimo disse...

È Incrível o que acontece pelo oriente, principalmente nos países que continua com seus governantes ditadores, e o povo não aguenta mais este tipo de regime. Apesar do nosso país não viver mais sobre este regime, mais ainda existe pessoas com este pensamento, como por exemplo o atual Presidente da FUNDAÇÃO NACIONAL DO ÍNDIO, o Sr. Muamar khadafi meira." A Paz e a Esperança só voltará quando você pedir pra sair "

Anônimo disse...

Muamar Kadafi Meira, saia fora!!!

Anônimo disse...

Entenda o caso, os indios ( uma comunidade indigena) pedem a saida do Presidente, este busca à Força Nacional para sua proteção, como sera a relação entre as outras comunidades indigenas, pois tive oportunidade de ler no Blog que 100% das comunidades solicitam a saida. Seria istoverdade, pois esta sendo a primeira vez que uma comunidade indigena vai a publico e pede a saida.

Anônimo disse...

http://christianeperes.wordpress.com/

Movimentos sociais protestam contra a emissão de nova licença para Belo Monte
27

01

2011
Os representantes dos movimentos sociais que lutam contra a instalação da hidrelétrica de Belo Monte, no rio Xingu (PA), divulgaram a pouco nota de repúdio à licença de instalação que o Ibama concedeu ontem (26) ao consórcio Norte Energia para início dos desmatamentos dos canteiros da obra. Na nota, os movimentos declaram que vão continuar sua luta contra a hidrelétrica. Veja a íntegra do texto abaixo:

Licença de Belo Monte é brutalidade sem precedente contra o povo do Xingu

A liberação das obras de Belo Monte, assinada nessa quarta, 26, pelo Ibama, é o primeiro grande crime de responsabilidade do governo federal neste ano que nem bem começou.

Anônimo disse...

Quando este sujeito sair já não vai sem tempo... que ele pegue seu bando-bandeirantes, junte uma cesta de açai e vai tomar na usina !

Anônimo disse...

Vou não! Quero não! Posso não! A FUNAI não deixa não!

Anônimo disse...

PREZADOS PARENTES, NÓS SOMOS DO NOROESTE DE MATO GROSSO, NÃO QUEREMOS APOIAR UMA INFIMA DECISÃO POLITICA DE TROCAR DE PRESIDENCIA DA FUNAI,POIS NÃO IRÁ ADIANTAR NADA,SERIA MELHOR PINTARMOS A CARA, O PESCOÇO, A BARRIGA, O JOELHO...ATÉ OS PÉS, E FAZER UM MOVIMENTO ALA COLLOR E PEDIR O IMPEACHEMENT DA PRESIDENTA.

AKUTE AKWIA

Anônimo disse...

Ao anônimo,

"Vou não! Quero não! Posso não! A FUNAI não deixa não! Do dia 22 de fevereiro de 2011 21:19. Você encontra-se atrazado. Já tem uma nova versão: Vou sim! Posso sim! A FUNAI deixa sim. Complementando: Os índios querem sim! Servidores de verdade querem sim! Aguardem!!!!

Anônimo disse...

Caro parente,

AKUTE AKWIA do 22 de fevereiro de 2011 22:34. Adorei a idéia. Realmente estamos brigando por muito pouco e realmente nada vai mudar. Dessa forma, podemos mostra nossa união. Poderemos não vencer, todavia, imcomodaremos bastante e nos faremos ouvir. VALEU!!!!!!!!

Anônimo disse...

Caros Leitores,

Éramos felizes e não sabíamos. Mércio cadê você? Precisamos de seu conhecimento, capacidade e sensibilidade para reconstruir a FUNAI.

Anônimo disse...

Caros leitores,

Vou escrever uma parte da música da Xuxa: Tá na hora, tá na hora, tá na hora de tirar esses irresponsáveis da FUNAI. Pula, pula, bole, bole, esses aí não aguento mais.

uno Gitano™ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

Pois é! Os índios estão se organizando na busca de solução efetivamente sólida.
Perceberam que as ações e o clamor junto a sociedade brasileira e autoridades, em especial a FUNAI e IBAMA, de nada serviu para barrar as licenças de instalações das hidroelétricas e ainda, total abandono à mercê da própria sorte heroicamente resistindo, então, resolveram alçar vôo em terreno de civilizados, pois, por certos estão que, no mundo civilizados serão ouvidos com a dignidade e respeito que merecem como cidadãos e por conseguinte, os servidores também os serão.
A vista disso, conforme divulgado hoje na mídia (22/02/2012) pela ONG SURVIVAL, 03 (três) indígenas de diferentes grupos e regiões, foram para à Europa buscar apoio para os problemas de ordem ao meio ambiente e obviamente (indiretamente), os órgãos responsáveis.
Lamentável que isso esteja ocorrendo. Até quando?
Veja matéria na íntegra:

ÍNDIOS VIAJAM À EUROPA NA TENTATIVA DE PROTEGER SUAS TERRAS

Três índios da região amazônica viajaram à Europa para protestar contra construções em suas terras que ameaçam destruir as vidas de milhares de indígenas dessa região, informou nesta terça-feira a ONG Survival.
Ruth Buendia Mestoquiari, da tribo Ashaninka, do Peru, Sheyla Juruna, da tribo Juruna, da região Xingu, e Almir Surui, da tribo brasileira Surui, fizeram um chamado para deter três polêmicos projetos de represas em suas terras na região amazônica.
Várias empresas europeias participam desse projeto, entre estas as francesas GDF Suez e Alstom, a alemã Voith e a austríaca Andritz.
A delegação estará entre os dias 25 e 26 de fevereiro em Paris, onde ocorre na sexta-feira uma conferência na Casa da América Latina, depois de se reunirem com a senadora Marie-Christine Blandin e antes de organizar no dia seguinte um protesto na Praça dos Direitos Humanos, no Trocadéro.
Em seguida, os índios sul-americanos viajarão à capital britânica, onde protestarão em 2 de março em frente à sede do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES), que financiou boa parte dos recursos das obras, além de reunirem-se com parlamentares deste país.
Um dos projetos é da represa de Pakitzapango, no Peru, que ameaça inundar uma área do vale do rio Ene, onde vivem milhares de índios da tribo Ashaninka.
Outro é a do Rio Madeira, cuja construção pode atrair uma forte imigração e levar ao desmatamento de uma área na qual vivem várias tribos, entre elas algumas isoladas ainda sem contato com a civilização.
O terceiro é a de Belo Monte, projetado no rio Xingu, também no Brasil, que seria a terceira maior do mundo e cuja construção destruiria vastas áreas de floresta e reduziria os peixes, dos quais dependem os indígenas para sobreviver.

uno Gitano™ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
uno Gitano™ disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Anônimo disse...

FORA MEIRA, FORA IZABELA, FORA MALDUS, FORA GILBERTO CARVALHO, FORA DILMA!!!!

Anônimo disse...

Senhores, digo que fico e vcs terão que aturar, tendo que me engolir de guela abaixo, desta equipe que econtra-se instalada na FUNAI, não saira nenhum membro. Não aidanta carta ou pintar de fora Collor.

Anônimo disse...

Vai cair, sim! Espera que o pajé já fumou, a rede está passando e as carpas gordas vão dançar!

Anônimo disse...

Fala Serio o meu, vc acredita em conto da carochinha ou coelhinho da pascoa?

Paulo disse...

Senhores,

Ao levar para o exterior o problema abrimos o precedente de intervenção em nosso País, vide o ocorrido na Líbia.
Assim, sugiro que sejamos mais rápidos e ativos na resolução dos nossos problemas deixando de lado a ideologia e colocando o fato de sermos todos cidadãos do Brasil, os índios devem ser integrados, totalmente, inclusive com a responsabilidade civil, permitir que explorem suas terras para poder proporcionar a manutenção de sua cultura, nào permitir a presença de estrangeiros, não demarcar terras nas estradas, permitindo o Brasil mantenha o seu desenvolvimento, resumindo, ocupar e explorar a Amazônia com responsabilidade, deixá-la intacta somente interessa a outros países.
Eduardo Weiser.

 
Share